ProveNET Sinal de Internet Inteligente!

A melhor banda larga do Ceará!

Anuncie Aqui!

Não perca tempo, anuncie já aqui!

JP Pneus

Pneus - Peças - Acessórios para Motos

Assistência Familiar Caminho do Céu

Sua Família Merece o Melhor.

Anuncie Aqui!

Não perca tempo, anuncie já aqui!

quinta-feira, 9 de julho de 2020

Câmara aprova prioridade para mulher chefe de família em auxílio emergencial

Os senadores aprovaram hoje projeto de lei que prioriza as mães chefes de família no recebimento do auxílio emergencial, em cota dupla, quando há informações conflitantes sobre a guarda dos filhos. 
Assim, quando o pai também se declarar responsável pelos dependentes a prioridade será das mães. 

O auxílio emergencial é pago em valor dobrado, de R$ 1.200, para as chefes de família monoparentais, quando os filhos são criados só pela mãe ou só pelo pai. A relatora da proposta, senadora Rose de Freitas (Podemos-ES), manteve o texto vindo da Câmara e apenas acatou emenda de redação.

Em seu relatório, Rose menciona que são "numerosos os relatos de mães e filhos que se encontram desamparados, porque o pai - por exemplo, um ex-cônjuge - foi quem sacou os recursos" do governo. O projeto foi aprovado em votação simbólica e segue agora para a sanção presidencial. 


(UOL)



Nascidos em abril podem sacar primeira parcela de auxílio hoje

Cerca de 400 mil beneficiários do auxílio emergencial, contemplados no terceiro lote do benefício, podem sacar hoje (9) os recursos da primeira parcela. O saque está liberado para os nascidos em abril.

O auxílio, com parcelas de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), foi criado para reduzir os efeitos da crise econômica causada pela pandemia de covid-19. A liberação do saque e a transferência da poupança social da Caixa para outros bancos estão sendo feitas de acordo com o mês de nascimento dos beneficiários. Os recursos são transferidos automaticamente para as contas indicadas.

O calendário de saque segue o seguinte cronograma: segunda-feira (6) foi a vez dos nascidos em janeiro; terça-feira (7), nascidos em fevereiro, quarta-feira (8), nascidos em março; na quinta-feira (9), nascidos em abril; na sexta-feira (10), nascidos em maio; no sábado (11), nascidos em junho; na segunda (13), nascidos em julho; na terça-feira (14), nascidos em agosto; na quarta-feira (15), nascidos em setembro; na quinta-feira (16), nascidos em outubro; na sexta-feira (17), nascidos em novembro; e no sábado (18), nascidos em dezembro. No total, o saque será liberado para cerca de 4,8 milhões de pessoas.


(CN7)



Oito a cada dez pacientes com Covid-19 no Ceará se recuperaram da doença

Já são quase quatro meses da pandemia de Covid-19 no Ceará, mais de 129 mil casos confirmados e 6,6 mil vidas perdidas. O luto por tantas histórias interrompidas mistura-se, contudo, à esperança: em todo o estado, 102.145 pacientes já se recuperaram da doença, com ou sem sequelas, conforme dados do Integra SUS, da Secretaria da Saúde (Sesa).

O maior número de casos se concentra na faixa etária de 30 a 39 anos de idade, com mais de 27 mil confirmações. Em se tratando de recuperação, os mais jovens são os que inflam os números: mais de 21 mil curas foram registradas entre pacientes de 25 a 34 anos. É a maior proporção de recuperados, correspondendo a 84,8% dos casos confirmados nesta faixa etária.

Apesar de terem sido registrados casos graves e contabilizadas 20 mortes por Covid-19 entre as crianças, pequenos de 0 a 9 anos de idade integram a faixa etária com menor número de confirmações, cerca de 3,6 mil.

No extremo oposto das fases da vida, os idosos de 80 anos ou mais têm a menor taxa de recuperação: a cada dez casos, menos de seis evoluem para cura. No total, foram confirmadas 6.271 infecções e 3.621 (58%) recuperações entre eles. Os recortes foram extraídos do IntegraSUS, com dados até as 8h58 da última quarta-feira (8), primeira atualização diária disponibilizada pela Sesa.

Influência
A infectologista Melissa Medeiros, que trabalha no Hospital São José de Doenças Infecciosas (HSJ), em Fortaleza, afirma que além da gravidade do quadro, a idade dos pacientes tem "grande influência" na taxa de recuperação e na permanência ou não de sequelas.

“Geralmente, os mais jovens têm quadros mais leves. Jovens que têm casos mais complicados, em geral, tinham alguma comorbidade. E mesmo assim, justamente por serem jovens, se recuperam mais rápido. A dificuldade é entre os idosos”, pontua.

De fato, a porcentagem de cearenses recuperados diminui conforme o avanço da idade. Em média, 82,4% dos pacientes até 59 anos conseguem evoluir para cura ou ter alta hospitalar após internação por Covid-19. Já entre as pessoas com 60 anos ou mais, a média de recuperação cai para 69,8%, se comparados os números de casos confirmados e recuperados. Apesar disso, mais de 19 mil idosos no Estado já foram curados da doença.

Seguindo contra o fluxo negativo dos números, Antônia Cavalcante, 63; Fátima Cavalcante, 70; e Nilza Cavalcante, 95, constam entre os idosos recuperados do novo coronavírus em Fortaleza. As três, que pertencem a uma família na qual 17 pessoas contraíram a doença, manifestaram a forma mais grave da virose e foram internadas, assim como José Almir, 55, e Amanda Cavalcante, 25.

A mais velha entre eles, Nilza foi, inclusive, a 799ª paciente a ter alta no Hospital de Campanha Presidente Vargas, após receber os primeiros cuidados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Itaperi. Segundo a sobrinha dela, Rayssa Alencar, 31, “toda a família está bem”, depois do susto nos meses de maio e junho, quando dez familiares testaram positivo para a Covid-19 e outros sete manifestaram sintomas típicos.

Problemas respiratórios
Na casa de Margarida Melo, 39, os dois filhos – Ana Lívia, 9, e Carlos Eduardo, 12 – foram acometidos pela Covid-19. Os pequenos contraíram a doença durante viagem aos Estados Unidos, onde apareceram os primeiros sintomas: febre, tosse e dor de garganta na mais nova; dor de cabeça e tosse no mais velho. Já de volta ao Brasil, mesmo com a saúde aparentemente restaurada, a família realizou exame para detectar a doença, e ambas as crianças testaram positivo no dia 23 de março.

"Primeiro, achei que fosse só mesmo a mudança de temperatura, mas depois meu filho também teve sintomas”, relembra. Segundo a administradora hospitalar, os filhos, ela e o marido permaneceram de quarentena, mas os adultos não foram infectados. “Eles tiveram os sintomas por uns três dias, mas mesmo assim nos isolamos. Graças a Deus, foi bem leve, e eles estão super bem, hoje”, relata.

A ausência de sequelas é favorecida pelo sistema imunológico ainda jovem, do qual a empresária Magda Helena, 39, sente falta. Uma das primeiras pacientes confirmadas com o novo coronavírus no Ceará, Magda foi diagnosticada na primeira quinzena de março, e afirma ter tido “um dos quadros mais graves” da doença. Apesar disso, por não pertencer a nenhum grupo de risco, ela não foi hospitalizada.

“Sentia uma falta de ar no nível de não conseguir levantar pra ir ao banheiro. Não tinha como fazer minha própria comida, fiquei completamente incapacitada, e morava sozinha. Tive febre por quatro dias, muita tosse, perdi o paladar, o olfato, e sentia muita fraqueza. Foi bem forte nos primeiros 14 dias, e nos outros 14 eu não tinha energia pra nada”, relembra Magda, contabilizando 28 dias do primeiro sintoma até a recuperação.

Ao contrário dos pequenos Lívia e Eduardo, a empresária sente ainda não ter recobrado a capacidade respiratória de forma plena. “Tô esperando passar a quarentena pra marcar consulta com um pneumologista e ver se tive alguma sequela nos pulmões. Fico cansada muito fácil. Sou palestrante e falava muito, participo de grupo de coral, mas hoje em dia, se falar um pouco mais, sinto falta de ar”, lamenta Magda, que chegou a fazer exercícios respiratórios por conta própria.


(GI CE)

Garotas desaparecidas em Iguatu foram sequestradas a mando de ex-namorado de uma delas

As três jovens que desapareceram após saírem de casa para fazer uma caminhada no município de Iguatu, interior do Ceará, foram sequestradas a mando do ex-namorado de uma delas, nesta terça-feira (7), conforme investigações iniciais. As vítimas só foram encontradas na manhã desta quarta-feira (8), após buscas das polícias Militar e Civil do Ceará, do Conselho Tutelar e do Corpo de Bombeiros. O mandante do crime e outros dois cúmplices foram capturados.

As vítimas são duas irmãs de 19 e 14 anos de idade e uma prima delas de 16 anos. De acordo com o delegado Marcos Sandro Lira, da Delegacia Regional de Iguatu, o ex-namorado da garota de 19 anos contratou uma pessoa para matar a jovem. Ao sequestrar as três garotas, os suspeitos planejavam pedir um valor de resgate pelas outras duas adolescentes, informou o delegado.

O homem que mataria a mais velha, contudo, desistiu do crime e liberou as jovens, como aponta a polícia. "As vítimas foram liberadas pelo próprio homem suspeito de tê-las sequestrado. Em depoimento, ele afirmou ter desistido de cometer o crime após sentir pena ao perceber que uma das meninas se parecia com uma irmã dele", contou o delegado Marcos Sandro.

Antes das três serem encontradas, o ex-namorado de uma delas e suposto mandante do crime se apresentou na Delegacia Regional de Iguatu e relatou que não estava envolvido no desaparecimento. Segundo familiares, o casal havia terminado o relacionamento em fevereiro deste ano.

No local onde as vítimas haviam sido vistas pela última vez, uma motocicleta abandonada, com registro de São Paulo, foi apreendida pela polícia.

A mãe de duas garotas disse em depoimento à polícia que ouviu um grito vindo da direção onde as meninas estavam quando foram fazer a caminhada. "Eu esperei elas chegarem e elas não chegaram. Quando meu esposo voltou para casa começamos a ligar para todo mundo. Meu marido passou pelas meninas no caminho de volta. Eu creio que foi por maldade, intenção de coisas más com elas", comentou a mulher.

As buscas pelas meninas também contaram com ajuda de voluntários da região. Ainda não há detalhes sobre em qual estado as vítimas foram resgatadas, apenas informação de que uma delas apareceu com arranhões nas pernas.


(G1 CE)

quarta-feira, 8 de julho de 2020

MOMBAÇA: Polícia civil realiza apreensão de armamentos na Zona Rural

Trabalho investigativo da Policia Civil de Mombaça ao longo desta quarta-feira, dia 08/07/2020 apreende uma ESPINGARDA CALIBRE DOZE COM NUMERAÇÃO RASPADA COM RESPECTIVA  MUNIÇÃO DEFLAGRADA e um REVOLVER CALIBRE 38. 

Em diligências no distrito de Boa Vista, policiais civis puderam localizar o citado armamento, o qual estaria constantemente sendo utilizado na realização de disparos naquela localidade, intimidando e atemorizando a população local.

O responsável pela espingarda ja foi identificado e responderá pelo crime de posse ilegal de arma de fogo equiparada a uso restrito e disparo de arma de fogo. 

O possuidor do revolver, sendo identificado, responderá pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.


DENUNCIE! A POLÍCIA CIVIL GARANTE O TOTAL SIGILO DAS INFORMAÇÕES

Telefones:
FIXO: (88) 35833435
WHATSAPP (85) 997777817