Categorias

Fotos & Eventos (28) Futebol (8) Humor (6) Internacional (23) Mombaça (316) Nacional (113) Polícia (259) Política (44) Regional (294) Tecnologia (18)

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Com fuzil na mão, Bolsonaro apavora bandidos e anuncia o destino deles; veja o vídeo


Jair Messias bolsonaro (PSC-RJ), deputado federal, voltou a dar o que falar na internet após um vídeo seu viralizar nas redes sociais. O parlamentar teve sua imagem associada novamente ao seu passado no Exército Brasileiro ao segurar armas ao lado de oficiais e exibi-las para as câmeras. Esta não foi a primeira vez que Bolsonaro, que agora é um civil, apareceu com armas, pedindo que o Brasil tenha mais segurança.
Na visão de Bolsonaro, a população “de bem” deve andar armada e ele tem planos para que este sonho dele se realize. De acordo com ele, em 2018 vencerá a campanha a presidente da república e governará o país.
Não é de hoje que o político fala no desejo de seus eleitores que ele substitua Michel Temer (PMDB) quando a cadeira vagar. Bolsonaro é um crítico das instituições brasileiras e sempre afirma que o Brasil se tornou corrupto por conta dos políticos e do povo corrompido.
No vídeo, o parlamentar lamenta que muitas pessoas no campo e na cidade não possam de defender da bandidagem. Ele aponta um fuzil para cima e segura uma pistola.
“A paixão pelas armas continua. Tanto é que seu sempre digo que se eu chegar lá, você, cidadão de bem, vai ter isso aqui aqui casa. Você, produtor rural, no que depender de mim, vai ter também. Cartão de visita para invasor tem que ser cartucho… Com excludente de ilicitude, obviamente mudando o nosso Código Penal. Povo armado jamais será escravizado”, discursou Bolsonaro.
Bolsonaro é assaltado mesmo com porte de arma
No passado, estar armado não protegeu o atual deputado federal de ter que entregar tudo o que tinha para os bandidos. Em uma publicação feita em um jornal carioca de 1995, Bolsonaro concedeu entrevista dizendo que teria sido assaltado durando uma volta na Zona Norte do Rio de Janeiro. A publicação foi feita no perfil de Ciro Gomes, político brasileiro.
Na época, os bandidos levaram de Bolsonaro uma moto Glock 380 e também sua pistola. O atual deputado federal achou estranha a ‘frieza’ dos bandidos ao o abordarem na rua. Para o jornal, ele disse que não se sentiu bem e que ficou “indefeso”.
“Mesmo armado, me senti indefeso”, declarou.
A publicação tem sido repercutida nas redes sociais em campanhas contra o projeto de Bolsonaro para armar as pessoas “de bem”. Quando foi assaltado, o atual parlamentar era capitão da reserva e tinha 40 anos de idade.
“Ele é um hipócrita. Fala essas coisa para ganhar votos e todo mundo cai. O homem morre de medo de bandido como todos nós”, declarou um internauta na notícia publicada pelo site Diário do Brasil.


Fonte: Blasting News


Nenhum comentário:

Postar um comentário