Categorias

Fotos & Eventos (28) Futebol (8) Humor (6) Internacional (22) Mombaça (313) Nacional (111) Polícia (257) Política (43) Regional (293) Tecnologia (18)

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Bebê de 27 dias morre após ser atacada pelo cão da família.

O cão mordeu Manuella quando ela se encontrava na cadeirinha presa ao sofá. 


LAÉRCIO RIBEIRO
O bebê Manuella Beatriz Capeloto Melo, de 27 dias, foi atacada por volta das 11 horas desta terça-feira pelo cão rottweiler dos seus pais, Suellen Alessandra e Lucivaldo dos Santos, na residência da família, na Rua São Pedro, altura do km 3 da Estrada das Varinhas, na Vila Barreiro, na zona rural de Mogi. Ela foi socorrida pela mãe e um desconhecido ao Posto de Saúde da Prefeitura Municipal e depois removida ao Hospital Luzia de Pinho Melo, onde faleceu.

Somente à noite, a manicure Suellen, de 25 anos, e o seu marido, o operador de máquinas Lucivaldo, de 29 anos, compareceram ao 2º Distrito Policial, em Braz Cubas, e comunicaram a tragédia. O delegado Victor Melo registrou a ocorrência como Homicídio Culposo (sem intenção).
Suellen afirmou na Delegacia que prendeu o rottweiler no canil, mas não notou que a tela rompeu. O cão mordeu Manuella quando ela se encontrava na cadeirinha presa ao sofá. O outro cão da família, pastor fêmea, atacou o rottweiller, fazendo com que soltasse a criança. Na hora da tragédia, a mãe colocava o lixo na rua e o pai estava em uma clínica médica, na zona leste de São Paulo, fazendo exames.
O delegado Victor Melo optou pela abertura de inquérito para esclarecer os detalhes da tragédia. No Boletim de Ocorrência, ele deixou claro que neste caso o juiz poderá de aplicar a pena “se as consequências da infração atingirem o próprio agente (Suellen) de forma tão grave que a sanção penal se torne desnecessária”.




Fonte: Site pocoesnoticias.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário