sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Primeiro mês da pré-estação tem chuvas acima da média no Ceará

Os primeiros 28 dias de dezembro deste ano, início da pré-estação chuvosa no Ceará, registraram chuvas acima da média histórica para o período. O balanço parcial, divulgado ontem pela Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), aponta que as chuvas acumuladas neste mês no Estado somam 35,3 milímetros (mm) — 11% acima da média histórica para o período (31,6 mm).

Esta é a primeira vez que há um saldo positivo de chuvas no mês desde 2013. Em 2017, o último registro de chuvas acima da média histórica foi em julho, com de 30,8 mm no Ceará.

“Os sistemas meteorológicos que atuam no Estado durante a pré-estação — Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) e Cavados de Altos Níveis (CAN) — acabaram influenciando de forma mais intensa e, assim, trazendo mais chuvas”, informou a Funceme por meio de nota. Ainda de acordo com o órgão, esses sistemas variam em quantidade de ocorrências e em posição geográfica sobre o Nordeste, favorecendo ou não o Ceará.

Dezembro é o primeiro mês da pré-estação chuvosa. Em janeiro, último mês antes da quadra, as chuvas costumam ganhar intensidade.

Municípios

As chuvas deste mês foram observadas em 116 dos 184 municípios do Ceará. As cidades que apresentaram os maiores valores acumulados foram Itapipoca, Crato, Pacoti, Viçosa do Ceará, Porteiras, Palmácia e Beberibe.

A macrorregião do Litoral de Fortaleza, que compreende a Capital e municípios da Região Metropolitana, apresentou aumento de 46,2% no volume de chuvas, passando de 24,1mm para 35,2mm. Na Capital, durante a pré-estação, a tendência é de chuvas principalmente pela manhã e durante a madrugada.

Apesar da quantidade das chuvas acima da média nos primeiros dias de dezembro, a Funceme afirma que os valores ainda podem variar no decorrer da semana.

Questionado sobre a previsão para o resto da pré-estação chuvosa, que segue até janeiro próximo, o órgão explica que “os sistemas meteorológicos que influenciam nas chuvas deste período são de baixa previsibilidade. Deste modo, as previsões são de curto prazo”.

O prognóstico da Funceme para a quadra chuvosa de 2018 deve ser divulgado no próximo dia 19 de janeiro.

Reservatórios

O saldo positivo de chuvas do mês ainda não foi suficiente para apresentar recarga considerável nos açudes do Estado. Segundo dados do Portal Hidrológico, o Ceará está com 7,28% da capacidade total dos reservatórios monitorados.

Dos 155 açudes, 123 estão com menos de 30% da capacidade, sendo 72 com volume morto ou seco. Conforme divulgado pelo O POVO na última quarta-feira, 27, neste ano, o aporte foi de 1,4 milhões de metros cúbicos. Situação levemente melhor do que a de 2016, quando os reservatórios tinham 6,8% no mesmo período.





Fonte: O Povo

0 comentários:

Postar um comentário