Categorias

Fotos & Eventos (41) Futebol (22) Humor (6) Internacional (44) Mombaça (732) Nacional (352) Polícia (591) Política (106) Regional (788) Tecnologia (31)

Breaking News

Comercial Valéria

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Ministério Público pede cassação de mandato de vereador em Banabuiú

O promotor de Justiça da Comarca de Banabuiú, Marcelo Cocharne Sampaio, ingressou com Representação junto à presidência da Câmara de Vereadores desde Município requerendo a cassação do mandato do parlamentar daquela Casa Legislativa, Carlos de Paula Rabelo, conhecido como “Carlão“. O requerimento foi encaminhado à Comissão de Justiça da Câmara Municipal no dia 15 de dezembro. Também foi encaminhada Representação Criminal à Comarca local.

Conforme a denúncia feita pelo representante do Ministério Público do Ceará, “Carlão“, juntamente com o secretário de Infraestrutura do Município, Gebson Euller Lopes Colares e ainda uma terceira pessoa, Josias Maia Nobre, a parir do inicio de maio do ano passado eles desviaram recursos públicos do erário municipal em benefício do vereador e de Josias Nobre.

Tratava-se de um esquema, onde por interferência do vereador, Josias Maia Nobre foi admitido como gari nos quadros da Secretaria de Infraestrutura de Banabuiú, todavia, recebia apenas uma fração dos vencimentos mensais, R$ 300,00. O restante do salário, R$ 593,11 ficava com “Carlão“. Ainda ficou constatado que Josias Nobre nunca trabalhou como gari.

Foi a esposa do “gari fantasma” quem denunciou a fraude. Quando ela foi receber o benefício social do Bolsa Família ficou surpresa, havia sido cancelado. Por serem agricultores não ela entendia o motivo, e após pressionar o companheiro ele revelou ter sido convencido pelo vereador a participar das transações ilícitas, incluindo ser laranja no aluguel de um terreno alugado para coleta de lixo.

A respeito do suposto envolvimento do secretário de Infraestrutura do Município no esquema criminoso a assessoria da prefeitura informou que será aberta uma sindicância interna no respectivo órgão para identificar de qual forma Josias Maia Nobre foi admitido nos quadros funcionais e quais servidores possam estar envolvidos, atribuindo-lhes a  respectiva responsabilidade legal.

A Câmara Municipal de Banabuiú está em recesso parlamentar. De acordo com uma servidora os vereadores devem retornar aos trabalhos na Casa somente no início de fevereiro.

A reportagem tentou manter contato telefônico com o vereador denunciado e o presidente da Câmara, Gilson Fernandes da Silva, todavia, até a publicação desta edição as ligações não haviam sido atendidas.




Fonte: Diario do Nordeste 

Nenhum comentário:

Postar um comentário