Categorias

Fotos & Eventos (41) Futebol (22) Humor (6) Internacional (50) Mombaça (790) Nacional (406) Polícia (647) Política (127) Regional (866) Tecnologia (34)

Breaking News

Comercial Valéria

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Grupo cearense de educação estreia na bolsa de valores de Nova York

A holding de educação Arco — genuinamente cearense e que é dona do sistema de ensino SAS — estreia hoje (26) na bolsa de valores de Nova York. Ela abrirá capital e ofertará ações para investidores que, segundo a revista Exame,  levantará estimados 183 milhões de dólares.

Cerca de 11,1 milhões de ações foram colocadas à venda, o que corresponde a 22,8% do capital da empresa. A precificação, anunciada na noite de terça-feira, estabeleceu o preço inicial de negociação de 17,50 para cada papel. Com isso, a companhia passa a valer 800 milhões de dólares. Os bancos coordenadores da oferta são Goldman Sachs, Morgan Stanley, Itaú BBA e BofA Merrill Lynch.

O objetivo da captação, segundo Ari de Sá Neto disse à revista em abril, é ter capital para ampliar a gama de cursos oferecidos e investir em tecnologia. No prospecto da oferta a empresa diz que sua missão é “transformar a maneira como os estudantes aprendem, entregando alta qualidade de educação em escala com base em tecnologia”.

Em tempo

O maior negócio da Arco hoje – e onde tudo começou – é o SAS, sistema de ensino usado por 405.000 alunos de 1.140 escolas de ensino básico, educação infantil e ensino médio. Criado em 2004 por Ari de Sá Neto, filho de Oto Cavalcanti, dono dos renomados colégios cearenses Ari de Sá, o SAS é referência em material didático e aprovação em vestibulares. A criação da holding, a Arco, no início do ano, foi um sinal de que a estratégia agora é abrir novas frentes de negócios. Uma aposta é no sistema de ensino bilíngue International School. Outras serão em cursos que ensinem as novas habilidades do futuro, como robótica e programação.






Nenhum comentário:

Postar um comentário