quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Presos pertencentes a facções que provocaram quebradeira na cadeia de Senador Pompeu são transferidos

Após uma rebelião seguida de tentativa de fuga, os 55 presos que estavam recolhidos para cumprimento de pena ou à espera de julgamento na Cadeia Pública de Senador Pompeu, no Sertão Central (a 273Km de Fortaleza), foram transferidos, ontem, para outras unidades carcerárias do estado. O motim teria envolvido detentos que são de duas facções rivais: o Comando Vermelho (CV) e o Primeiro Comando da Capital (PCC).

A rebelião ocorreu no fim de semana e se prolongou até ontem, quando, finalmente, a Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus), determinou a remoção dos 55 detentos daquela unidade. Os 22 presos que se identificam como integrantes do PCC foram encaminhados para A Região Metropolitana de Fortaleza e ficarão na Casa de Privação Provisória da Liberdade III (CPPL 3), no Município de Itaitinga.

Outros 33 detentos, que afirmam pertencer ao Comando Vermelho (CV), foram também transferidos, sendo levados para a Penitenciária Industrial Regional do Cariri (Pirc), localizada na cidade de Juazeiro do Norte, na Região do Cariri.

Transportar

Ainda de acordo com as autoridades, o estopim para a deflagração do conflito foi a tentativa de suicídio praticada por um preso, que dizia não mais suportar as ameaças e o clima de pressão na cadeia, por conta da rivalidade das duas facções.

Na tarde de ontem, os familiares dos detentos se sentiram mais aliviados quando viram a chegada a Senador Pompeu de ônibus da Sejus que foram deslocados para Senador com o objetivo de transportar os detentos para outras unidades penais do estado. Com informações Fernando Ribeiro






0 comentários:

Postar um comentário