quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Motorista de ônibus que ocasionou acidente com 18 vítimas é condenado a 6 anos de prisão no Ceará

A Justiça condenou o motorista do ônibus envolvido em acidente que matou 18 pessoas em Canindé, no Ceará, a seis anos e nove meses de detenção por homicídio culposo e lesões corporais culposas. O caso aconteceu em maio de 2014.

Conforme o entendimento do juiz José Hercy Ponte de Alencar, da 2ª Vara da Comarca de Canindé, Francisco das Chagas Pereira da Costa foi o responsável pelo acidente, pois o relato de todas as vítimas e testemunhas foram unânimes em afirmar que o acusado dirigia em alta velocidade, vinha conversando com outras pessoas e não alertou os passageiros acerca do uso de cinto de segurança.

"Explicitados os fatos e diante do quanto foi apurado, não há como deixar de reconhecer a autoria delitiva, não merecendo acolhida a tese defensiva no sentido de fragilidade do contexto probatório a ensejar a absolvição", destacou o magistrado.

A defesa de Francisco das Chagas argumentou que não havia provas de que o réu desrespeitou a distância regular de segurança ou que estivesse trafegando em velocidade superior à permitida. Disse ainda que o acidente foi ocasionado por caso fortuito e força maior.

Além do período de detenção, a pena também prevê a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação pelo prazo de quatro anos.

Acidente

Um ônibus da empresa Princesa dos Inhamuns tombou às 8h45 da manhã de 18 de maio de 2014, no trecho urbano da BR- 020, no Km 304, em Canindé. Segundo a empresa, o ônibus saiu de Boa Viagem, interior do Ceará, às 7h e tinha a previsão de chegar a Fortaleza por volta das 11h10. No total, 18 pessoas morreram no acidente e outras 18 foram levadas ao hospital com ferimentos.

Conforme a denúncia do Ministério Público, o veículo colidiu a parte frontal esquerda no meio-fio ao se aproximar de uma bifurcação.




Fonte: G1 CE

0 comentários:

Postar um comentário