quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Papelão é utilizado em posto de saúde de Itatira para imobilizar perna fraturada de mulher

Uma situação de emergência registrada no último fim de semana em Itatira levou a equipe de plantão no posto de saúde deste pequeno município do Centro do Estado a utilizarem uma caixa de papelão para imobilizar a perna de uma paciente que havia sido atropelada. Essa foi a alternativa encontrada para o encaminhamento da paciente ao Hospital Municipal de Canindé, cidade vizinha, situada a 70 km de distância.

A improvisação causou repercussão nas redes sociais. Muitos internautas criticaram, consideram um descaso absurdo e alguns chegaram até a apontar que se trata de um caso de Polícia.

A reportagem do Diário do Nordeste tentou manter contato telefônico com o secretário de Saúde do Município, David Vieira e com o prefeito Antonio Almir, mas as ligações não foram atendidas.

Todavia, um representante da administração municipal informou que a cidade não possui hospital. Nos casos mais graves os pacientes são encaminhados do posto de saúde para Canindé. Como a paciente apresentava suspeita de fratura do membro inferior, não  havendo equipamentos ortopédicos na unidade de saúde local foi providenciada a tala de papelão.

Em seguida foi feito o encaminhamento da paciente a uma unidade especializada em traumatologia. Havia necessidade de realização de raio X, para e seguida engessar a perna, explicou.



Fonte: Diário Sertão Central


0 comentários:

Postar um comentário