quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Agentes penitenciários são investigados por facilitar fuga de preso

Dois agentes penitenciários são investigados pela Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário (CGD) por supostamente facilitar a fuga de um detento da Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes (UPIILP), em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), no dia 10 de setembro de 2018. A abertura do processo foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de terça-feira (29).

De acordo com a publicação oficial, por volta de 7h45 da manhã da fuga, durante a troca de plantão, os agentes penitenciários retiraram o preso Raimundo Egberto de Oliveira Gomes da vivência “C” e o levaram para o parlatório para aguardar atendimento médico. O local, segundo consta o documento, não é adequado para deixar os apenados. Além disso, o chefe da equipe não foi comunicado sobre a retirada de Raimundo. 

Homicídio 

De acordo com a Secretaria da Segurança e da Defesa Social (SSPDS), o foragido Raimundo Egberto, de 33 anos, foi assassinado a tiros de arma de fogo em dezembro do ano passado.

Raimundo Egberto respondia por furto e receptação, ele estava preso desde 2014. A unidade prisional, em que ele estava, a  UPIILP,  recebe internos gays, travestis, bissexuais, idosos, cadeirantes e aqueles que responde à Lei Maria Maria da Penha. 



Fonte: Diário do Nordeste

0 comentários:

Postar um comentário