sábado, 26 de janeiro de 2019

Creche e estação da Cagece são incendiadas no 25º dia de ataques no Ceará

Criminosos invadiram e incendiaram na madrugada deste sábado (26) uma estação da Companhia de Água e Esgoto do Ceará, distribuidora de água no estado, em Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza. Dois suspeitos foram detidos e outros três fugiram, de acordo com a Polícia Militar. Em Baturité, um bando incendiou um creche; duas salas tiveram móveis destruídos. Os crimes ocorreram no 25º dia seguido de ataques coordenados por facções criminosas.

O bando derrubou o muro da estação usando marretas, destruiu objetos no interior do local e depois incendiou parte do prédio. O Corpo de Bombeiros controlou as chamas cerca de meia depois.

Desde o início das ações criminosas, ocorreram 257 ataques contra ônibus, carros, prédios públicos, prefeituras e comércios em 50 dos 184 municípios cearenses. Os crimes começaram em Fortaleza e se espalharam para a Região Metropolitana e diversas cidades do interior. A Secretaria da Segurança Pública do Ceará confirmou que 430 pessoas já foram detidas por envolvimento nas ações criminosas.

Os ataques no Ceará começaram após uma declaração do secretário Mauro Albuquerque de que “não reconhece facções” no estado. Áudios compartilhados entre membros de facções do Ceará revelaram que as ordens para as ações criminosas partiram de presidiários. Em um dos áudios, um detento diz que a sequência de crimes é uma tentativa de fazer com que o secretário desista de medidas que tornaram mais rigorosa a fiscalização no sistema penitenciário.

Na madrugada desta sexta, homem foi preso e um adolescente foi apreendido no Residencial Maracanaú, próximo ao local do ataque à estação da Cagece. O adolescente chegou a subir em um telhado para fugir da polícia, mas foi capturado. Também foi encontrado com os suspeitos garrafas com gasolina.

Ainda segundo os policiais, o adolescente confessou para a polícia que o grupo pretendia atacar uma torre de telefonia durante a madrugada. O homem foi preso na Delegacia Metropolitana de Maracanaú.



Fonte: G1 CE



0 comentários:

Postar um comentário