quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Delegado da Lava Jato é nomeado como diretor de combate ao crime organizado da PF

O delegado Igor de Paula, que coordenou a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, foi nomeado para assumir a Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado (Dicor) da Polícia Federal (PF). A nomeação foi publicada na edição desta quinta-feira (17) do "Diário Oficial da União".

O cargo é considerado um dos mais importantes na hierarquia nacional da Polícia Federal. A diretoria que será comandada por Igor de Paula investiga os casos de corrupção em Brasília.

Igor de Paula assume o cargo no lugar do delegado Elzio Vicente da Silva, que havia sido nomeado em março do ano passado pelo então diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro.

O delegado não é o primeiro integrante da Operação Lava Jato a assumir um posto no alto escalão da PF. O delegado Maurício Valeixo, que era superintendente da PF no Paraná, assumiu o cargo de diretor-geral da PF por escolha do ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro.

Perfil
Igor Romário de Paula nasceu em 28 de janeiro de 1973 em Juiz de Fora (MG). Ele é ex-militar da Força Aérea Brasileira (FAB). Ele exerceu a atividade de controlador de tráfego aéreo ao longo de 13 anos.

Graduado em Direito pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), ingressou na Polícia Federal (PF) em setembro de 2003.

Ele foi chefe do Núcleo de Imigrações da Delegacia de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná e delegado-executivo na mesma cidade.

Em Curitiba, Igor de Paula comandou o Grupo de Repressão a Crimes Financeiros e a Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários.

O novo diretor da PF também trabalhou em Alagoas como delegado Regional de Investigação e Repressão ao Crime Organizado – mesmo cargo que exerceu, mais tarde, em Curitiba.

Desde que a Lava Jato foi deflagrada, em 2014, Igor passou a coordenar o Grupo de Trabalho da operação em Curitiba.



Fonte: G1

0 comentários:

Postar um comentário