segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Jovem que agrediu mulher por 4h deu nome falso na portaria do prédio

O suspeito de agredir durante quatro horas a empresária Elaine Peres Caparroz, de 55 anos, deu o nome errado na portaria do condomínio da vítima, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, no último sábado (16), dia do crime.

De acordo com o irmão da vítima, Vinícius Batista Serra, de 27 anos, se identificou como Felipe ao porteiro que estava de plantão antes de subir até o apartamento da empresária.

"Vou entregar esse papel para a polícia hoje (segunda-feira). Não o consegui antes porque o porteiro que estava de plantão só voltou a trabalhar no domingo. Minha irmã já havia me contado que o porteiro falou que o nome do rapaz era Felipe. Ela achou estranho mas acabou liberando porque estava esperando alguém e achou que o porteiro havia se enganado", afirmou Rogério Peres, irmão de Elaine.

O estudante de Direito está preso por tentativa de feminicídio. Ele é suspeito de agredir a vítima com socos, mordidas e outros golpes.

Como destaca o jornal Extra, os dois haviam se conhecido pela internet e conversaram durante oito meses. Vinícius estava na casa da vítima para um jantar. Ele alega que teve um surto psicótico no meio da noite e agrediu a vítima.

ESTADO DE SAÚDE DA VÍTIMA

Elaine permanece internada no Hospital Casa de Portugal, no Rio Comprido, na Zona Norte do Rio. O irmão afirma que ela levou quase 40 pontos dentro da boca. Também sofreu fratura no nariz e nos ossos da órbita (região próxima aos olhos). Ela fez uma tomografia, que não apontou danos neurológicos. Elaine também perdeu um dente.

Segundo boletim médico divulgado na manhã desta segunda-feira (18), Elaine será transferida da UTI para um quarto. Ela segue em estado estável e permanecerá em observação.



Fonte: Noticia ao minuto



0 comentários:

Postar um comentário