sábado, 20 de abril de 2019

Com chuvas abaixo da média, Bacia do Banabuiú está com pouco mais de 9% de capacidade

A região hidrográfica da Bacia do Banabuiú é, atualmente, a segunda com menor capacidade hídrica no Estado, estando com 9,21% de sua capacidade total, ficando atrás, apenas, da Bacia do Médio Jaguaribe (5,36%). A informação é do Portal Hidrológico da Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh).

Conforme a Companhia, a Bacia do Banabuiú é composta por 11 municípios, sendo 10 do Sertão Central (Banabuiú, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim, Milhã, Senador Pompeu, Boa Viagem, Piquet Carneiro, Mombaça e Madalena) e um da região do Baixo Jaguaribe (Morada Nova), possuindo, ao todo, 19 reservatórios, dentre eles, o terceiro maior do Estado: O Açude Banabuiú.

Justamente a questão da capacidade hídrica tem preocupado os moradores das 11 cidades, principalmente pelo fato de que, em março e abril deste ano, de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), choveu menos que o esperado para os dois meses na região.

Em março, a média histórica da região é de 164.7 milímetros. Contudo, no período, choveu 128.2 mm, causando um desvio negativo de 22.1%. O caso volta a se repetir neste mês de abril: Enquanto o esperado para o mês são 174 mm, até este dia 18, choveu apenas 74.2 mm, ou seja, um volume inferior em 57.4%.

Com isso, a situação dos principais açudes da bacia é preocupante. Confira:
Açude Cedro (Quixadá) – 1,57%
Açude Fogareiro (Quixeramobim) – 3,05%
Açude São José II (Piquet Carneiro) – 2,02%
Açude Pirabibu (Quixeramobim) – 2,44%
Açude Banabuiú (Banabuiú) – 7,53%
Barragem de Quixeramobim (Quixeramobim) – 19,87%
Açude Pedras Brancas (Quixadá) – 13,45%
Açude Patu (Senador Pompeu) – 12,46%
Açude Cipoada (Morada Nova) – 10,2%

Mesmo que alguns reservatórios estejam com sua capacidade acima de 10%, a situação é de alerta, visto que os volumes estão diminuindo a cada dia, como é o caso da Barragem de Quixeramobim, onde está sendo realizado um revezamento temporário nas redes de abastecimento da cidade em consequência do nível do reservatório.

Apesar disso, as chuvas de janeiro e fevereiro, que ficaram acima da média histórica (60,1% e 62%, respectivamente) trouxeram alívio para outros reservatórios, como é o caso do Açude São Jose I, em Boa Viagem, que veio a sangrar e continua com 100% de sua capacidade. O açude Umari, em Madalena, também encontra-se confortável, com 45,75% de sua capacidade, bem como os reservatórios Poço do Barro e Curral Velho, em Morada Nova, com 27,11% e 66,76%, respectivamente.

A previsão de precipitações para os próximos dias, de acordo com a Funceme, só beneficiará a região da Bacia do Banabuiú a partir do próximo sábado, 20, quando o clima terá nebulosidade variável com eventos de chuva em todas as regiões cearenses.



Com informações: Repórter Ceará

0 comentários:

Postar um comentário