sexta-feira, 7 de junho de 2019

Navio construído no Ceará funcionará como hospital nas comunidades ribeirinhas do Amazonas

Uma embarcação construída no Ceará funcionará como hospital para as comunidades ribeirinhas da região Amazônica. O Navio Hospital "Papa Francisco" foi idealizado para levar assistência médica a locais mais isolados, acessíveis por vias fluviais.

Toda a construção do barco foi feita pela Indústria Naval do Ceará (Inace). Neste sábado (7) o navio sai da Praia de Iracema, em Fortaleza, com destino a Belém, no Pará.

O trabalho da Inace foi iniciado em janeiro de 2018. A embarcação tem 32 metros de extensão. De acordo com a diretora da empresa, Flávia Barros, foi um grande desafio. "Acredito que esse fim fez com que o desafio ficasse mais gostoso, justamente sabendo que era para um trabalho nobre e desafiador", disse.

A criação do barco foi encomendada pela Fraternidade São Francisco de Assis na Providência de Deus. A ideia surgiu com a visita do Papa Francisco em um hospital no Rio de Janeiro, durante a Jornada Mundial da Juventude 2013. O Papa perguntou ao Frei Francisco, fundador da instituição, como estava a situação dos hospitais na Amazônia. E, diante do pedido, "percebemos que para a população que vivia nas margens do rio e tinha dificuldade em chegar aos hospitais, o único meio era o hospital ir até elas", disse.

O Navio Hospital vai contar com 10 tripulantes fixos e 20 voluntários, que sairão nas expedições que durarão dez dias, quando retornam para a base que ficará na cidade de Óbidos, no Pará. A expectativa é de que a embarcação atenda mais de mil comunidades ribeirinhas.

Dentro da embarcação, a comunidade ribeirinha encontrará consultórios médicos e odontológicos, centro cirúrgico, sala oftalmológica completa, laboratório de análises, sala de medicação, sala de vacinação e leitos de enfermaria, além de equipamentos para exames, como raio-X, ultrassom, eco, mamógrafo, esteira ergométrica e eletro. A assistência também trabalha na prevenção e diagnóstico precoce do câncer, com a realização de exames e triagem.



Fonte: G1 CE



0 comentários:

Postar um comentário