sexta-feira, 12 de julho de 2019

Fábrica de whisky clandestina é fechada no interior do Ceará

Uma fábrica de whisky clandestina foi fechada em Barbalha, no interior do Ceará, na noite desta quinta-feira (11). De acordo com a Polícia Militar, duas pessoas foram presas em flagrante com várias garrafas vazias e R$ 4.834 em dinheiro.

A fábrica funcionava no Bairro Cirolândia. Os suspeitos Wellison Felipe Beserra da Silva, conhecido como "Gago do whisky", e Francilania Helenilce da Silva foram presos pelo crime de falsificação de produto destinado a consumo.

O suspeito confessou o crime e disse que tinha deixado de fabricar a bebida falsificada em março deste ano, mas decidiu voltar à produção devido às festas que vem acontecendo na região. A mulher informou aos agentes que deixava Wellison usar a casa dela por amizade.

Wellison disse, ainda, que para a fabricação do produto adulterado ele usava whisky verdadeiro, vodka e um corante. Em média, a bebida original é vendida por R$ 140, e o produto falso era comercializado por R$30.

Investigações
A Polícia Civil vai trabalhar para identificar os compradores da bebida e os locais onde o produto era distribuído. O caso foi encaminhado durante a madrugada para a Delegacia de Juazeiro do Norte, e na manhã desta sexta-feira transferido para a Delegacia de Barbalha.

A mulher vai ser levada para o presídio feminino do Crato e o homem para o cadeia pública de Juazeiro do Norte. Wellison já tinha passagem pela polícia por crime contra ordem econômica.



Fonte: G1 CE



0 comentários:

Postar um comentário