sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Agricultor cearense cria bateria com sucata e faz sucesso na internet

Galão de água, tambor, coroa de bicicleta, bloco de cimento, base de ventilador e ferragens. Essas são algumas das peças usadas pelo cearense Pedro de Sousa Mota, 27 anos, para montar uma bateria. Do município de Parambu, distante 409 km de Fortaleza, ele vive da plantação de milho e feijão, além dos bicos como vendedor de produtos de limpeza. 

O “baterista de lata”, como é chamado, tem o sonho de conseguir o primeiro instrumento profissional e também de continuar gravando vídeos com o material reciclado. Ele até iniciou uma “vaquinha virtual” para tentar conseguir o dinheiro.

“O dom da música foi Deus que meu deu. Desde pequeno batia em baldes, cadeiras e panelas. Desde pequeno faço bateria de lata”.
Em abril deste ano, o baterista publicou em uma rede social um solo no instrumento improvisado. Em pouco tempo na rede social, Pedro alcançou 10 mil seguidores. O perfil do instrumentista do interior do Ceará conta com mais de 50 vídeos.

Forró e sertanejo no repertório
No repertório, nomes do cenário local e nacional do forró e sertanejo. Jonas Esticado, Xand Avião, Wesley Safadão, Felipão e Gusttavo Lima são as paixões musicais de Pedro. De instrumentistas, ela cita nomes como Riquelme, ex-baterista do grupo de forró Aviões, e Rod Bala, baterista e produtor musical de Wesley Safadão.

Longe dos grandes palcos, o jovem baterista busca oportunidade na música. Ele ainda não participou de nenhum evento, mas sonha com um show. No Instagram, alguns cantores já viram e comentaram de forma positiva o trabalho de Pedro Mota.

A família do parambuense irá crescer no próximo mês. A companheira dele espera o primeiro filho do casal. Em meio as dificuldades do interior, ele tenta arrecadar o valor de R$ 3 mil para comprar equipamentos de vídeo com o intuito de continuar mostrando o trabalho com a bateria reciclável.



Fonte: G1 CE


0 comentários:

Postar um comentário