sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Falso cirurgião plástico é preso suspeito de consultar vítimas pela internet

A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (20) um maqueiro de hospital em Fortaleza que se passava por cirurgião plástico para realizar consultas feitas pela internet. A Polícia Civil investigava Érico Rodrigues há um ano e quatro meses, quando a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica o denunciou por suspeita de falsa identidade médica.

Conforme o delegado Eduardo Tomé, titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações, Érico Rodrigues prestou serviços terceirizados para diversos hospitais de Fortaleza. O delegado alegou que, pela condição da profissão que exercia, o suspeito tinha acesso a áreas restritas das unidades hospitalares e tirava fotos nos centros cirúrgicos para se passar por médico.

De acordo com a Polícia Civil, Érico Rodrigues se apresentava como cirurgião plástico e negociava consultas em sites especializados em cirurgia plástica. Ele também exibia fotos em redes sociais utilizando jaleco, estetoscópios e roupas cirúrgicas.

A polícia não comprovou se Érico atendeu efetivamente qualquer paciente, mas salienta que a população pode denunciar na Delegacia de Defraudações caso conheça alguém que tenha sido vítima do maqueiro ou quem já foi, pelo menos, consultado virtualmente e efetuou algum depósito para o suspeito.

O homem, que também utilizava o nome Éric Heisenberg, nega ter feito atendimento como médico. Ele foi preso em uma operação realizada na manhã desta sexta-feira comandada pela delegada Kamilly Távora e foi levado para a Delegacia de Defraudações, no Bairro Aeroporto, onde foi autuado por crime de falsidade ideológica e estelionato.

Documentos como um contracheque no qual Éric assinava como médico residente e um telefone celular foram apreendidos e encaminhados para a delegacia.


(G1 CE)

0 comentários:

Postar um comentário