terça-feira, 10 de setembro de 2019

Três pessoas são presas em operação na Câmara Municipal de Maracanaú

Três pessoas foram presas e 21 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em ações das operações Fantasma e Sued, do Ministério Público Estadual (MPCE), realizadas em Maracanaú nesta terça-feira (10). O presidente da Câmara Municipal de Maracanaú, vereador Carlos Alberto Gomes de Matos Mota, é um dos alvos das investigações, que apuram suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro no município.  

O MPCE não confirmou a prisão do vereador e afirmou que o processo tramita em segredo de Justiça.  

A sede da Câmara, residências particulares e sedes de empresas foram alvo de buscas e apreensões por policiais civis da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) e Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).  

Os servidores dos gabinetes dos vereadores ficaram do lado de fora da Câmara de Maracanaú aguardando a conclusão das operações na sede. 

De acordo com o MPCE, a Operação Fantasma apura "suposta contratação de servidores fantasmas na Câmara Municipal, bem como suspeita de desvio de recursos da remuneração de servidores daquela Casa Legislativa".  

Já a “Operação Sued” investiga esquema de lavagem de dinheiro com suposto envolvimento de uma empresa localizada em Maracanaú. 


(Diário do Nordeste)

0 comentários:

Postar um comentário