segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Polícia suspeita que marido matou a modelo cearense Lucilene Monteiro

Foi sepultado neste domingo (20) o corpo da modelo Lucilene Monteiro. O corpo foi encontrado nesse sábado (19), em Aquiraz, na região metropolitana de Fortaleza, às margens de uma rodovia estadual, com sinais de estrangulamento e espancamento. Ela estava desaparecida havia 5 dias.

Ela desapareceu no dia 15 de outubro e foi vista pela última vez saindo com o marido do residencial onde eles moravam. Lucilene e Hélio Batista saíram do condomínio por volta de 1h da madrugada. Ele voltou sozinho pouco antes do dia amanhecer. Como ela nunca havia faltado ao trabalho, a família estranhou o desaparecimento e o celular da vítima desligado. A partir daí a polícia foi acionada e levantou a suspeita sobre o marido e descobriu que ele levou todas as roupas de casa.

Segundo a investigação, Hélio Costa teve a ajuda de um amigo no dia do crime, identificado como Antônio Vanderlei Ferreira. Os dois foram detidos suspeitos da morte da modelo.

A polícia também teve acesso a conversas entre Lucilene e Hélio. Os áudios revelam que a modelo tinha intenção de se separar do marido, o que poderia ter motivado uma reação violenta.

Amigas de Lucilene afirmam que o relacionamento dos dois era conturbado e que muita gente presenciou o conflito. A modelo chegou a pedir ajuda, mas morreu antes de sair do relacionamento.


(CNews)

0 comentários:

Postar um comentário