quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Empresa é investigada por falsificar certificação de gás

A Polícia Civil deflagrou, nesta quinta-feira (21), uma operação contra uma empresa investigada por falsificar documentos de certificação de gás em processo de aquisição pelo Estado. O trabalho conta com apoio da Polícia Civil e Corpo de Bombeiros do Ceará e Rio Grande do Norte. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Fortaleza e Natal. 

Os investigadores da Delegacia de Combate à Corrupção (Decor) chegaram ao nome da empresa distribuidora de gás, sediada no bairro de Candelária, em Natal, após receberem relatório da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) comunicando a suspeita sobre a documentação apresentada pela empresa que certificaria a qualidade do gás hélio ultrapuro 6.0, em processo de aquisição para utilização do órgão de perícia cearense. 

Após ser questionada por servidores da Pefoce, a empresa potiguar forneceu documentos e certificações alegando que o produto em questão estaria em conformidade com os padrões de qualidade. A partir deste retorno, a Pefoce entrou em contato com a empresa responsável pela fabricação e certificação do gás, que negou qualquer emissão de certificado de qualidade para a distribuidora potiguar. Tampouco os modelos de certificados emitidos pela empresa coincidiam com os originais da empresa certificadora. 

Diante das inconsistências dos documentos, a Delegacia de Combate à Corrupção (Decor) reuniu outras provas da possível prática de crime contra a administração pública que colaborassem para o deferimento dos mandados de busca e apreensão em alvos da empresa, que incluíram a sede e endereços dos proprietários. Foram recolhidos documentos e cilindros utilizados para armazenar os gases. Após a detecção da inconsistência e início das investigações, a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) suspendeu o processo de aquisição. 


(CN7)

0 comentários:

Postar um comentário