segunda-feira, 25 de novembro de 2019

Suspeito de chefiar facção criminosa e organizar crimes no Ceará é preso em operação policial em São Paulo

A Polícia Civil do Ceará prendeu, no último dia 20 de novembro, Carlos Alexandre Araújo Costa, conhecido como "Gasparzinho", suspeito de chefiar uma organização criminosa que atua no Ceará. A Delegacia Regional de Aracati e o Departamento de Polícia Judiciária do Interior Sul (DPJI Sul) realizaram a prisão na residência dele, no município de Mongaguá, no interior de São Paulo. As informações foram divulgadas na manhã desta segunda-feira (25).

Segundo a polícia, as investigações apontam que o homem tem a função de manter a disciplina hierárquica dentro do grupo criminoso, além de ser responsável pela organização dos integrantes do grupo que estão nas unidades prisionais cearenses.

Também foram detidas outras pessoas que se encontravam dentro da casa, com "Gasparzinho". Entre eles, outro foragido da Justiça cearense. Trata-se de Artilan Gomes da Silva, de 22 anos, conhecido como “Pitbull”, natural de Piquet Carneiro, na Região Centro-Sul do Ceará que comandava o tráfico de drogas no município. Os outros presos não foram identificados.

Drogas, chips telefônicos e veículos
Na casa onde ocorreram as prisões a polícia apreendeu documentos falsos em nome de terceiros, mas com as fotos dos presos, além de notebooks, agendas com anotações de contabilidade, vinte aparelhos celulares, uma centena de chips telefônicos utilizados, a quantia de R$ 265, cerca de meio quilo de maconha, e 17 chips telefônicos lacrados. A polícia ainda recolheu três veículos (dois carros e uma motocicleta) utilizados pelos criminosos.

Ainda segundo as investigações, “Gasparzinho” morava em São Paulo há dois anos e, mesmo longe do Ceará, repassava informações e organizava ações criminosas pelo celular.

Retorno ao Ceará
Gasparzinho chegou ao Ceará no último fim de semana. Ele deverá ser ouvido pelos investigadores que atuam nos inquéritos em que o homem aparece como suspeito. Já o comparsa está preso no sistema penitenciário de São Paulo e deverá ser encaminhado ao Ceará nos próximos dias.


(G1 CE)


0 comentários:

Postar um comentário