segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Ceará tem 2º maior número de redações nota mil no Enem 2019

O Ceará é o 1º do Nordeste e o 2º do Brasil com maior número de redações nota mil, empatado com o Rio de Janeiro. Cada um dos estados inscreveram seis candidatos que obtiveram a pontuação máxima. Minas Gerais lidera o ranking, com 13 notas mil.

O Ceará aparece também na segunda posição com o maior número de redações nota mil escritas por mulheres, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Comparando todos os estados do Nordeste, com exceção de Sergipe, que não aparece na lista do órgão, o Ceará conseguiu obter três notas máximas por gênero feminino. As idades das estudantes variam entre 17 e 19 anos.

Na sequência do levantamento do Inep estão Alagoas e Piauí, empatados com duas cada; Paraíba e Rio Grande do Norte tiveram uma nota 1000, enquanto Bahia, Maranhão e Pernambuco não pontuaram.

Democratização do cinema
A edição 2019 do Enem, realizada em novembro do ano passado, exigiu dos participantes um texto dissertativo-argumentativo sobre o tema “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. A produção textual deveria ter até 30 linhas.

Para alcançar a nota máxima, a estudante cearense Júlia Fernandes Cruz, de 17 anos, buscou ampliar o seu repertório sociocultural treinando conhecimentos em produções textuais e estar atenta aos que é noticiado nos noticiários.

“Além do treino, acho indispensável se manter informado sobre questões em pauta no atual governo, saber o que os corretores procuram no texto”, detalha Júlia, que deseja cursar Odontologia na Universidade Federal do Ceará (UFC).

Já o estudante cearense Daniel Gomes citou o filme Cine Holliúdy, que aborda o personagem Francisgleydisson tentando fundar um cinema no interior do Ceará.

Balanço nacional
Se observados os 26 estados e o Distrito Federal, o Ceará figura atrás apenas de Minas Gerais, que alcançou dez notas 1000 por mulheres. Goiás e Rio de Janeiro também estão em segundo lugar no cenário nacional.

O Distrito Federal teve duas notas máximas, enquanto Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pará, Rio Grande do Sul e São Paulo com uma cada. Fora do Nordeste, o Inep não contabilizou estados das demais regiões brasileiras sem notas mil em redações de mulheres.


(G1 CE)


0 comentários:

Postar um comentário