quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Gás de cozinha será vendido a R$ 40 nesta sexta-feira, em Fortaleza

Qual o preço justo do gás? O Sindicato dos Petroleiros do Ceará, em campanha contra a privatização das refinarias da Petrobras, levantou essa discussão e subsidiará 150 botijões de gás em Fortaleza. O produto será vendido à população pelo valor de R$ 40,00 (metade do preço cobrado atualmente em alguns bairros da capital cearense). Os petroleiros querem mostrar que o botijão do gás de cozinha de 13 kg pode ter um preço menor ou, pelo menos, mais “justo” para o consumidor.

A ação será realizada nesta sexta-feira, às 8h30, em frente à Refinaria de Lubrificantes do Nordeste, e atenderá as comunidades do Serviluz, Castelo Encantado e Vicente Pinzón. Cada família poderá comprar apenas um botijão.

As lideranças do movimento dizem que é possível vender o gás de cozinha mais barato, levando-se em conta o custo de produção nacional, o lucro das distribuidoras, das revendedoras e da Petrobras, e a arrecadação dos impostos dos estados e municípios.

Atualmente, o valor do gás de cozinha (como outros derivados do petróleo) tem como referência o preço cobrado internacionalmente. Ou seja, recebe o impacto do câmbio do dólar, além de diversos custos de frete marítimo, transporte interno e uma margem para riscos da operação.


(O Povo)

0 comentários:

Postar um comentário