quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Viradouro é a campeã do carnaval carioca

m seu segundo ano de volta ao Grupo Especial, a Unidos do Viradouro se consolida na elite do samba carioca, e vence um título depois de mais de 20 anos. Com samba-enredo contagiante, carros luxuosos e componentes animados, a agremiação levantou a Sapucaí com o enredo “Viradouro de Alma Lavada”, desenvolvido por Marcus Ferreira e Tarcisio Zanon. 

A Unidos do Viradouro levou a Bahia para a Sapucaí e fez um desfile que exaltou as mulheres negras de Salvador. A escola foi a segunda a desfilar no primeiro dia do Grupo Especial do carnaval carioca.

O enredo "Viradouro de alma lavada" falou sobre o grupo das Ganhadeiras de Itaupã, quinta geração de mulheres que lavavam roupa na Lagoa do Abaeté e faziam outros serviços em Salvador em busca da compra de sua alforria.

O samba tinha influência de afoxé, ritmo baiano, nos batuques e na melodia.Na comissão de frente, a atleta da seleção brasileira de nado sincronizado Anna Giulia, vestida de sereia, dava mergulhos de até um minuto em um aquário com 7 mil litros de água mineral, representando a Lagoa do Abaeté.Teve até cocada para o público. Os doces foram distribuídos ao lado das baianas, que representaram as quituteiras. As saias eram bordadas com figuras de abará, tapioca e acarajé.

Em segundo lugar ficou a Grande Rio, em terceiro lugar a Mocidade e em quarto a Beija-Flor. 





0 comentários:

Postar um comentário