segunda-feira, 23 de março de 2020

Bandidos trocam tiros com a Polícia Militar durante cerco na mata fechada em Caucaia

Uma intensa troca de tiros entre criminosos e policiais militares foi registrada no começo da tarde desta segunda-feira no Município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), onde neste ano mais de 100 pessoas foram assassinadas.

Um cerco montado por PMs do Policiamento Ostensivo Geral (POG) e do Comando de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio/Caucaia), resultou na prisão de dois criminoso e na apreensão de armas de fogo, munição e até coletes à prova de balas pertencente à PM.

O tiroteio ocorreu em um matagal na localidade de Barra Nova, onde bandidos haviam montado uma espécie de acampamento no matagal para se esconder sempre que praticavam crimes de morte e fugiam da Polícia. No momento em que perceberam que estavam sendo cercados, os criminosos passaram a atirar contra os PMs, se estabelecendo uma intensa troca de tiros no local. Baleado, um dos bandidos acabou sendo localizado na mata e preso. Outros conseguiram escapar e continuam sendo caçados.

Entre as armas encontradas no acampamento dos criminosos estão duas “macaquinhas”, que são submetralhadoras de fabricação artesanal. Também foram localizados no matagal coletes à prova de balas eque seria da PM e até distintivos semelhantes aos da Polícia Civil.

A Polícia não revelou ainda a identidade do bandido preso.

Criminoso caçado
A operação da Polícia Militar conta neste momento com o reforço de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), na tentativa de localização dos demais integrantes do bando.

O objetivo da Polícia é desarticular uma facção criminosa comandada por um bandido que hoje é considerado o mais procurado no Ceará. Trata-se de Darlan Alban Guerra, que, segundo as autoridades, é o responsável por dezenas de assassinatos em Caucaia.  A Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social (SSPDS) oferece uma recompensa de R$ 10 mil para quem fornecer o paradeiro do criminoso.

Entre os dias 1º de janeiro e 22 de março, nada menos, que 108 pessoas foram assassinadas em Caucaia, incluindo 14 mulheres e 15 adolescentes.  Somente no fim de semana prolongado em virtude do feriado de São José (19), nove pessoas foram mortas naquele Município da Região Metropolitana de Fortaleza.


(CN7)

0 comentários:

Postar um comentário