quarta-feira, 11 de março de 2020

O X da questão: A importância da EMPATIA!

Muitas pessoas confundem empatia com simpatia. A simpatia define a forma como você trata as outras pessoas, mas de forma natural, ou seja, é a maneira como você, naturalmente, sem precisar forçar qualquer coisa, trata os outros. Já a empatia representa a sua capacidade de entender como a outra pessoa se sente, sem julgá-la ou prejudicá-la.

Pessoas simpáticas são agradáveis. Pessoas empáticas não julgam e lidam melhor com as diferenças (de forma honesta, não fingindo). A simpatia é como você trata os outros. A empatia é como você enxerga e respeita os outros. A simpatia é como você agrada alguém. A empatia é como você compreende o próximo.

A empatia muito falada hoje seria, basicamente, a arte de se colocar no lugar do outro. Por mais simples que o conceito pareça ser, essa arte é muito difícil de ser realizada, mas quando se conquista a prática, ela é transformadora. 

A empatia tem a capacidade de ajudar quem precisa e fazer nós mesmos aprendermos com o outro, aprender amor, respeito, tolerância, aprender tudo. Eu digo que quando colocamos os óculos da empatia percebemos que a nossa verdade é meramente uma opinião, um preconceito ou uma ideia tão pouco fundada. 

A arte de se colocar no lugar do outro é tanto aquele velho ditado que todos nós conhecemos: não faça com o outro o que não gostaria que fizesse contigo, porém, ela vai além disso. O poder da empatia é muito mais do que primeiro pensar em si para depois pensar no outro, é a humildade de colocar o outro muitas vezes a frente das suas opiniões, entendendo todo o contexto que o cerca durante uma vida inteira. Talvez seja por isso que eu acredito que o futuro pode ser transformado com a empatia. 

O julgamento que fazemos de uma história contada por apenas uma versão que pode causar muitas dores, talvez até traumas, em quem está como protagonista na narrativa, ser intolerante com a religião, sexualidade, atitudes do outro que você não vê, não conhece e não sente tudo o que aquele ser passa. A empatia eu diria que está diretamente ligada com a compaixão e a humildade. Compaixão para acolher o outro ao invés de julgar e a humildade para respeitar e tolerar a verdade dele que lhe é de direito. 

A empatia seria o oposto ao individualismo, egoísmo e intolerância. Talvez você ache que ser mais empático seja apenas um ato para tratar melhor as pessoas, mas acredite, é você que evolui com ela.

Por: Gardênia Vieira e Isabella Martins


0 comentários:

Postar um comentário