sexta-feira, 15 de maio de 2020

Desemprego no Ceará cresce e atinge 12,1% no 1º trimestre

A taxa de desocupação no estado do Ceará cresceu ao passar de 10,1% no último trimestre para 12,1% no primeiro trimestre deste ano. O número também revela crescimento na comparação interanual (em relação ao primeiro trimestre de 2019), quando a taxa de desocupação era 11,4%. Os dados foram divulgados na manhã desta sexta-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em números absolutos, de acordo com o IBGE, 496 mil pessoas no Estado estavam desocupados no primeiro trimestre deste ano contra 423 mil no último trimestre de 2019. Outras, 3,6 milhões estavam ocupadas.
Apesar do crescimento, a taxa de desocupação no Ceará no primeiro trimestre do ano ficou abaixo do dado nacional. No Brasil, a taxa de desocupação ficou em 12,2% no período. O Estado teve a 12ª menor taxa entre os estados brasileiros e a menor do Nordeste. A menor taxa de desocupação do Brasil foi registrada em Santa Catarina (5,7%). A maior foi observada na Bahia (18,7%).

Informalidade
O Ceará registrou a quinta maior taxa de informalidade entre a população ocupada, de acordo com o IBGE, no primeiro trimestre deste ano (53,8%). As maiores taxas foram observadas no Pará (61,4%); Maranhão (61,2%) e Amazonas (58,9%). No Brasil, a informalidade chegou a 39,9% no período.


(Diário do Nordeste)

0 comentários:

Postar um comentário