quinta-feira, 11 de junho de 2020

Estado recebe R$ 8,5 mi para compra de alimentos da agricultura familiar

Tecnologia social que prevê a compra de alimentos da agricultura familiar com doação simultânea a entidades socioassistenciais e famílias em situação de insegurança alimentar, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA-CDS) no Ceará recebeu do Governo Federal R$ 8,55 milhões para aquisição dos alimentos. As ações do programa acontecerão entre os meses de julho de 2020 e junho de 2021.

Atualmente, agricultores de 159 municípios cearenses estão aptos a participar da ação e o assenso é realizado através de assinatura do Termo de Adesão. O recurso é do Ministério da Cidadania e executado, no Ceará, pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA). Segundo a Pasta, o Estado é o quinto do Nordeste em volume de recursos para o PAA-CDS.

Neste ano, o Ceará recebeu ainda um crédito extra de R$ 1.913.859,80, para aquisição de gêneros da base familiar devido a pandemia da Covid-19. Até o fim de junho, devem ser entregues 439 toneladas de alimentos a famílias em vulnerabilidade e instituições carentes. Cerca de 14,9 pessoas de baixa renda serão atendidas em 99 municípios. Um total de 651 entidades socioassistenciais receberão os alimentos.

Até a última semana, já haviam sido distribuídas pelo menos 148 toneladas de alimentos em 48 cidades. 

Diário Oficial
A portaria com novas metas e limites financeiros aos estado participantes do PAA foi publicada no Diário Oficial da União do último dia 8. Em todo o Brasil, o repasse totaliza R$ 150 milhões e faz parte do crédito extraordinário de R$ 500 milhões liberados em abril para o programa. O repasse extra se deu como medida de enfrentamento à crise provocada pela pandemia de Covid-19.

“Muitos agricultores estão perdendo produção porque há restaurantes e feiras fechados. Então, é um recurso a mais para que os estados consigam dar vazão a essa produção da agricultura familiar”, ressaltou Elisângela Sanches, diretora substituta do Departamento de Compras Públicas da Secretaria Nacional de Inclusão Social e Produtiva do Ministério da Cidadania.


(Diário do Nordeste)

0 comentários:

Postar um comentário