sábado, 6 de junho de 2020

Três cidades cearenses têm situação de emergência decretada pelo Governo por causa da seca

Os municípios de Monsenhor Tabosa, Pedra Branca e Salitre, no Ceará, tiveram situação de emergência decretada pelo Governo do Estado por causa da seca. A medida foi divulgada nesta sexta-feira (5), na página da Defesa Civil.

Áreas de seca diminuíram em abril no Ceará, segundo a Funceme.
Conforme a Defesa Civil, o Estado apresentou queda de 88,47% no número de municípios em situação de emergência por conta da seca em comparação ao ano passado, quando 26 cidades tiveram o estado decretado no fim de abril.

A situação de emergência nas três cidades deve valer pelo prazo de 180 dias a partir da data de publicação no Diário Oficial do Estado, ocorrida na última quarta-feira (3), por meio do decreto nº 33.609. A ação contará com mobilização do Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sinpdec) para atuar nas respostas à seca.

Segundo a Defesa Civil, apesar do Ceará superar em 22% a média de precipitações para a quadra chuvosa, a falta regularidade das chuvas fez com que nem todos os reservatórios municipais e estaduais recebessem água suficiente. Entre eles, está o reservatório localizado em Monsenhor Tabosa, com volume de 1,3%, segundo dados do Portal Hidrológico, ferramenta da Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH), que monitora o nível dos reservatórios.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, as ações visam garantir o acesso à água para consumo humano e animal, comprometido devido “à irregularidade das chuvas e as elevadas temperaturas”, segundo o decreto. Técnicos da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh) e o Coordenador de Defesa Civil do Estado do Ceará (Cedec) emitiram parecer que reforçaram a elaboração do decreto.


(G1 CE)

0 comentários:

Postar um comentário