quarta-feira, 23 de setembro de 2020

MOMBAÇA: Escola Estadual Professor Plácido Aderaldo Castelo será beneficiada com placas solares

O Governo do Ceará, através da Secretaria da Infraestrutura, está realizando licitação para a instalação de módulos fotovoltaicos para geração de energia solar em 32 escolas públicas estaduais. A entrega de propostas de interessados ocorrerá nesta quarta-feira (23). O certame, do tipo Maior Desconto, acontece na Central de Licitações do Estado. O investimento previsto será de R$ 9,1 milhões, do Fundo de Incentivo à Eficiência Energética e Geração Distribuída do Ceará (Fiee).

O projeto prevê a aquisição, instalação, operação e manutenção de sistemas fotovoltaicos em escolas da rede pública estadual, distribuídas em 31 municípios de todas as regiões administrativas do Ceará. Foram utilizados critérios técnicos para a escolha das instituições, como maior consumo e retorno do investimento. O Fiee, administrado pela Seinfra, existe para incentivar a geração de energia, tendo como base fontes renováveis, bem como buscar, cada vez mais, a eficiência do uso da energia, modernizando as instalações elétricas do Governo do Estado.

“A Secretaria de Educação será nossa parceira neste projeto, porque entendemos que não haveria melhor ambiente para iniciarmos essa mudança de cultura, estimulando a geração de energia baseada em fontes renováveis, do que as escolas públicas, pelo seu poder transformador e multiplicador”, comentou o Secretário da Infraestrutura do Ceará, Lúcio Gomes. “A economia gerada nas contas de energia vai retornar o investimento em 4,3 anos, em média”, completou.

Os sistemas serão instalados de acordo com cronograma estabelecido pela Seinfra, a partir de proposta apresentada e aprovada pelo Comitê Gestor do FIEE, com início previsto para ainda este ano e conclusão em 2022.

A implantação dos sistemas é resultado da atual política energética do Estado, que prioriza as fontes renováveis de energia, contribuindo com a sustentabilidade ambiental. Hoje o Ceará é líder no Nordeste em geração solar e está no grupo de liderança em geração distribuída, que é a energia gerada pelo próprio consumidor, a partir de fontes renováveis, sendo o terceiro em geração solar distribuída no país.

“Ações como essa reforçam o compromisso do Estado de incentivar, atrair e expandir as iniciativas de geração de energia limpa e sustentável. Além disso, trazer eficiência energética para os prédios públicos significa redução de custos com energia elétrica”, pontua o secretário Executivo de Energia e Telecomunicações da Seinfra, Adão Linhares.

Conheça as escolas beneficiadas:



(Governo do Estado)



0 comentários:

Postar um comentário