segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Com quase o dobro de registros, Ceará tem maior alta de assassinatos no Brasil em 2020

O Ceará foi o estado brasileiro com a maior alta no número de assassinatos entre 2019 e 2020, de acordo com os dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgados nesta segunda-feira (19). Foram 2.340 registros no primeiro semestre deste ano, quase o dobro (96%) do total contabilizado no mesmo período do ano passado (1.190 ocorrências). Em números absolutos, o estado foi o terceiro no ranking nacional de mortes violentas intencionais (MVIs).

De acordo com o documento, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), o Ceará fica atrás apenas da Bahia (3.249) e do Rio de Janeiro (2.728) nas estatísticas, e ultrapassou São Paulo, que registrou 2.204 mortes violentas intencionais em 2020. Os números são a soma das vítimas de homicídios dolosos, latrocínios, lesões corporais seguidas de mortes e óbitos decorrentes de intervenções policiais.

Além do Ceará, outros 13 estados apresentaram crescimento acima da média nacional na quantidade de assassinatos: Paraíba, Maranhão, Espírito Santo, Sergipe, Alagoas, Paraná, Santa Catarina, Rondônia, Tocantins, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Bahia e São Paulo.

Entre janeiro e junho de 2020, das 2.204 mortes no Ceará, 2.203 foram homicídios dolosos (com intenção de matar). O total é mais que o dobro do contabilizado no primeiro semestre de 2019, que teve 1.065 ocorrências. Do total de assassinatos neste ano, 200 foram de mulheres, sendo 14 deles feminicídios. Em 2019, foram 113 casos, dos quais também 14 foram feminicídios. Já os latrocínios totalizam 29 das mortes deste ano, além de 12 assassinatos após lesão corporal.


(G1 CE)






0 comentários:

Postar um comentário