Vagner Calçados

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

MOMBAÇA: Caminhoneiro é condenado a 25 anos de prisão por homicídio e tentativa de homicídio de casal que tentava ajudá-lo

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri da Comarca de Mombaça condenou, no dia 15, o réu, André Jesus Souza, à pena de 25 anos e quatro meses de reclusão pelos crimes de homicídio tentado e consumado contra um casal que tentou ajudá-lo, utilizando a dissimulação e tortura na execução do crime contra a vida. O feito cabe recurso, aguardando prazo, mas o Juízo da 1ª Vara de Mombaça negou ao réu o direito de recorrer em liberdade, mantendo o decreto de prisão cautelar do acusado. 

A sentença condenatória atende à peça acusatória do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por intermédio do promotor de Justiça Rafael Matos de Freitas Morais. A pena imposta será cumprida, inicialmente, em regime fechado, em razão do perigo gerado pelo estado de liberdade do réu, decorrente da crueldade nas práticas dos delitos, cometidos com emprego de tortura, sem motivação esclarecida, contra as duas vítimas. 

A sequência de crimes aconteceu na tarde do dia 21/05/2017, quando o caminhoneiro sequestrou um casal que havia parado para ajudá-lo na rodovia CE-060, em Mombaça. O homem tentou escapar do suspeito, mas foi atropelado pelo caminhão e morreu no local, conforme o delegado William Lopes, titular da delegacia de Senador Pompeu, onde foi feito o flagrante do caso. 

De acordo com o relato da autoridade policial, o caminhoneiro estava parado no acostamento da CE-060 e informou para o casal que estava sem combustível. As vítimas foram até um posto de gasolina e, ao retornarem, o caminhoneiro rendeu o homem com uma barra de ferro, amarrou e o colocou na cabine do caminhão. A mulher, que estava do outro lado do veículo, não viu a ação e logo em seguida também foi amarrada e colocada na cabine. O caminhoneiro seguiu com as vítimas pela estrada e durante todo o caminho fazia ameaças e pedia a quantia de R$ 500 para poder soltá-los. 

Em determinado momento do trajeto o suspeito parou o caminhão e desceu. O homem conseguiu se soltar e saltou do veículo. Ao perceber que um dos reféns tinha fugido, o caminhoneiro ligou o veículo, atropelou o homem e fugiu levando a mulher. Ele chegou a agredi-la com a barra de ferro. Como a porta do caminhão ficou aberta, a mulher, mesmo amarrada, se jogou do veículo em movimento. Uma viatura da Polícia Militar (PM) de Pedra Branca estava fazendo patrulhamento pela região e avistou a mulher, que informou a direção que o caminhoneiro tinha fugido. 

O policiamento de Acopiara foi informado da fuga e montou uma barreira na pista. Ao tentar passar por um dos obstáculos o pneu estourou e o homem foi preso em flagrante. O suspeito foi autuado por extorsão mediante sequestro, resultando em morte, e também direção perigosa, na Delegacia Regional de Senador Pompeu. A mulher foi socorrida e recebeu alta. Conforme nota da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o caminhoneiro alegou, em depoimento, que gastou aproximadamente R$ 500,00 em cocaína, e por isso, decidiu realizar um assalto, no intuito de repor a quantia gasta com entorpecentes. 


(MPCE)


0 comentários:

Postar um comentário