terça-feira, 30 de março de 2021

Justiça determina soltura de 75 pessoas presas contra o tráfico e lavagem de dinheiro no Ceará

Uma decisão da Vara de Delitos de Organizações Criminosas determinou a soltura preventiva de 75 pessoas presas na Operação Veredas, que cumpriu mandados em Fortaleza, Boa Viagem, Madalena, Quixadá e Quixeramobim, contra suspeitos de associação criminosa, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Conforme o documento, assinado pelo juiz Henrique Lacerda de Vasconcelos, a decisão foi tomada devido à Justiça considerar ilegal o tempo de prisão dos detidos, já que após 90 dias o Ministério Público ainda não apresentou denúncia contra os suspeitos.

A prisão preventiva dos investigados foi decretada pelo Juízo da Comarca de Quixeramobim no dia 14 de dezembro de 2020. Três dias depois a operação foi realizada, vindo alguns alvos serem presos em datas posteriores.

Operação Veredas

A Operação Veredas foi deflagrada no dia 17 de dezembro de 2020. Na ocasião, 40 pessoas foram presas, e houve o cumprimento de 12 mandados de prisão em desfavor de suspeitos que já se encontravam recolhidos no sistema prisional do Estado, totalizando 52 mandados de prisão cumpridos.

Além das prisões, foram apreendidos 20 veículos – sendo 13 motocicletas e sete carros, além de aparelhos celulares, a quantia de R$ 7 mil em espécie e drogas. Também foi realizado o sequestro de bens do grupo criminoso.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou na época que as investigações, referentes à organização criminosa alvo da operação iniciaram em 2019.

Na ocasião, os policiais civis identificaram que grupo criminoso que era chefiado por uma mulher e atuava nos bairros Humberto Bezerra, Jardim I, Jardim Norte II, Rodoviária, Pompéia, Monteiro de Moraes, Jaime Lopes, Vila Betânia e Depósito, em Quixeramobim.


(G1 CE)


0 comentários:

Postar um comentário