terça-feira, 13 de abril de 2021

Média móvel de mortes por Covid-19 tem recorde no Brasil, mas cai no Ceará

A média móvel de óbitos provocados pela Covid-19 no Ceará teve uma queda entre sábado (10) e segunda-feira (12), primeiro dia da reabertura econômica no estado. O índice, que mede média de mortes diárias nos últimos sete dias, caiu de 153 para 120 no período. Para saber a tendência, é preciso calcular a variação percentual das médias móveis em um intervalo de 14 dias. Por exemplo, a média móvel do dia 14 será comparada com a média móvel do dia 1º.

Já a média nacional houve um recorde negativo. O país registrou 1.738 mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas e totalizou nesta segunda-feira 355.031 óbitos desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias bateu um novo recorde e chegou a 3.125.

É a pior média móvel de mortes pela doença já registrada, superando o número de 1º de abril (3.119). Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de +15%, indicando tendência de estabilidade nos óbitos pela doença.

Para reduzir o número de infecções pelo coronavírus, o governador Camilo Santana (PT) publicou um novo decreto restringindo ainda mais os serviços não essenciais e expandindo o toque de recolher. Até o dia 7 de março, cearenses que não tenham comprovação justificada não podem circular pelas ruas das cidades entre 20h e 5h de segunda-feira a sexta-feira. Aos fins de semana, o toque de recolher começa às 19h. Espaços públicos estão sendo fechados mais cedo, e o comércio teve horário reduzido de funcionamento.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h desta segunda. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.


(G1 CE)


0 comentários:

Postar um comentário