Vagner Calçados

segunda-feira, 30 de agosto de 2021

Moradores do Sertão Central cobram restauração da BR-122, entre Quixadá e Chorozinho

Moradores da região do Sertão Central têm feito reclamações quanto ao estado depreciativo que está a BR-122, no trecho que liga o município de Quixadá até Chorozinho, na Região Metropolitana de Fortaleza. Conforme os relatos, a quantidade de buracos na via têm causado problemas a condutores de automóveis.

“A última vez que vim de Fortaleza eu vi seis automóveis com problemas, pessoas com famílias. Carros parados, com pneu furado, às vezes, até com os dois pneus. Lembro que também vi um carro que realmente quebrou a suspensão e o cara ficou sem condição de seguir o destino”, diz um dos relatos.

As informações compartilhadas com a reportagem revelam que o trajeto de Quixadá a Ocara é o que compreende a maior parte dos problemas na rodovia. Em mais detalhes, os relatos ressaltam o trecho da Terra dos Monólitos a Ibaretama, também.

“Depois da Ibaretama tem muito buraco. Ocara também. Tem um trecho que chama São Francisco, se não me engano, que também tem. Entre Ocara e Quixadá é o pior trecho que tem, mas os problemas na via seguem até o Chorozinho”, destaca.

Os reclamantes solicitam que o Governo Federal, através do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), resolva a situação do trecho da BR-122, assim como foi feito no trecho da mesma rodovia entre Quixadá e Banabuiú, a fim de que sejam evitados mais transtornos a quem trafega.


(Repórter Ceará)


0 comentários:

Postar um comentário