Vagner Calçados

quinta-feira, 9 de setembro de 2021

IBGE: Estimativa de agosto prevê redução da safra no Ceará

A estimativa para a safra cearense de grãos, cereais e leguminosas em 2021 foi reduzida em agosto (-18,58%), comparando-se ao mês anterior, mas se mantém em alta comparando-se à primeira estimativa. Como resultado, a expectativa de produção diminuiu para 577.989 toneladas.

No grupo de Cereais, Leguminosas e Oleaginosas, composto por 21 produtos, comparando-se ao mês anterior, 4 produtos que apresentaram aumento na expectativa de produção e 9 produtos apresentaram redução na expectativa de produção.

Os produtos que apresentaram aumento na expectativa de produção foram o arroz 1ª safra irrigado (32,23%), arroz 2ª safra irrigado (4,22%), amendoim (1,54%) e fava (0,30%).

O arroz 1ª safra irrigado apresentou elevação na expectativa de produção em Jaguaribe onde foi constatado aumento na área em virtude do bom preço apresentado pelo produto bem como aumento de rendimento em virtude da melhor qualidade das sementes utilizadas no plantio.

Já o arroz 2ª safra irrigado apresentou elevação na expectativa de produção em Icó onde houve a inclusão do produto.

O amendoim apresentou elevação na expectativa de produção em Santana do Cariri onde foram identificadas novas áreas de plantio fora da região da chapada e em Icó onde o bom preço do produto levou à ampliação da área.

A fava apresentou elevação na expectativa de produção em Tarrafas e Icó onde o rendimento foi atualizado ficando maior que a média dos últimos 11 anos em virtude das melhores condições de chuva.

Os produtos que apresentaram redução na expectativa de produção: milho semente 1ª safra de sequeiro, mamona, feijão de corda 1ª safra de sequeiro, feijão de corda 2ª safra de sequeiro, milho 1ª safra de sequeiro, algodão herbáceo de sequeiro, milho semente 2ª safra irrigado,e feijão de arranca 1ª safra de sequeiro.

A maior queda foi de milho semente 1ª safra de sequeiro, -30,89%, teve a expectativa de produção reduzida em Baturité e Capistrano onde o produto foi excluído pois o cultivo do milho semente este ano foi de segunda safra e não de primeira.

A mamona apresentou redução na expectativa de produção, -24,76%, em Tauá, Monsenhor Tabosa e Tamboril devido à falta de chuvas no momento do desenvolvimento das plantas.

Expectativa de frutas frescas reduz em relação ao ano anterior

A expectativa de produção de frutas frescas diminuiu para 1.044.413 toneladas, representando redução de 0% comparando-se ao mês anterior (1.044.448 t). Já em relação à primeira estimativa (990.741 t), há um aumento de 5,42%. Em relação à produção obtida no ano anterior (1.091.456 t) há uma redução de 4,31%.

Apresentaram aumento na expectativa de produção: acerola de sequeiro, laranja de sequeiro, ata de sequeiro, goiaba de sequeiro, goiaba irrigada, tangerina de sequeiro, banana irrigada e manga irrigada.

Apresentaram redução na expectativa de produção: banana de sequeiro, manga de sequeiro, mamão de sequeiro, acerola irrigada, melancia de sequeiro e melão de sequeiro.

A acerola de sequeiro (24,04%) Capistrano, Chorozinho, Irauçuba, Ocara e General Sampaio pois o produto foi incluído pois foi constatado que o cultivo que vinha sendo informado como irrigado na verdade é de sequeiro.


(IBGE)


0 comentários:

Postar um comentário