Vagner Calçados

terça-feira, 14 de setembro de 2021

Prefeitura de Fortaleza aponta suposta corrupção passiva na vacinação irregular da mulher de Wesley Safadão

A Secretaria Municipal da Saúde de Fortaleza concluiu a sindicância que apura a vacinação irregular da influenciadora digital Thyane Dantas, mulher do cantor Wesley Safadão, ocorrida em 8 de julho de 2021. Segundo a pasta, as apurações internas apontam possível crime de corrupção passiva por parte de três colaboradores da Prefeitura de Fortaleza. A decisão foi assinada pela secretária municipal da Saúde, Ana Estela Leite, e publicada no Diário Oficial do Município de 6 de setembro.

Thyane Dantas furou a fila da vacina contra a Covid-19 em um shopping de Fortaleza mesmo sem estar na faixa etária determinada como público-alvo pela Prefeitura. Ela tinha 30 anos de idade, e só podiam se vacinar pessoas com 32 anos ou mais. Ela também não estava agendada para receber o imunizante, prática utilizada no município para regular a vacinação.

Já Wesley Safadão e a produtora Sabrina Tavares estavam agendados para serem vacinados no dia 8 de julho no Centro de Eventos, mas foram a outro posto de vacinação. O Ministério Público apura se eles se dirigiram a outro local para escolher o imunizante. Casos desse tipo ficaram popularmente conhecidos como de "sommeliers de vacina", prática questionada por especialistas. Os três são investigados pelo Ministério Público e pela Delegacia de Combate à Corrupção (Decor).


(G1 CE)


0 comentários:

Postar um comentário