Vagner Calçados

quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Tiro que matou gerente de joalharia em Fortaleza partiu da arma do segurança, diz laudo

O tiro que atingiu e matou a gerente de joalheria Carol Rocha, de 36 anos, durante um assalto no shopping Iguatemi, partiu da arma do segurança da joalheria, segundo laudos cadavéricos analisados pela Perícia Forense do Ceará (Pefoce).

Os documentos de comparação balística e de identificação de perfis genéticos apontaram que a vítima foi atingida por único disparo de arma de fogo. O tiro saiu da arma do vigilante da loja que era colega de Carol Rocha há apenas 15 dias.

Carol Rocha foi morta em assalto a uma joalheria em um shopping de Fortaleza na noite de 20 de agosto. Criminosos entraram na loja, renderam funcionárias e houve troca de tiros com o segurança. A gerente foi feita de "escudo humano" por um dos assaltantes e morreu no local.


(G1 CE)




0 comentários:

Postar um comentário