Vagner Calçados

segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Operação Contenção resulta na desarticulação de uma organização criminosa em Iguatu

Uma operação deflagrada pela Polícia Civil do Estado Ceará (PC-CE) e Polícia Militar do Ceará (PMCE) resultou na apreensão de um adolescente de 16 anos e na prisão de duas mulheres por envolvimento no tráfico de drogas. A ofensiva ocorreu durante toda essa sexta-feira (8), com o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão, no município de Iguatu – Área Integrada de Segurança 21 (AIS 21) do Estado.

A operação, intitulada Contenção, acontece em sua primeira edição na Região Sul do Ceará e teve como objetivo cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão de alvos envolvidos em crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico na região. As ordens judiciais foram expedidas pela Comarca do Município. Além da apreensão de um adolescente (16), Samara Henrique Lopes (24) e Maria Nilza de Barros (66) foram presas, com o trio foi apreendido um revólver calibre 38, 58 munições calibre 38, 1,8 quilos de maconha, 400 gramas de crack, 100 gramas de cocaína, duas balanças de precisão e dois celulares.

As equipes da PC-CE e da PMCE cumpriram as ordens judiciais e detectaram as situações de flagrante no bairro Brasília. O adolescente apreendido, que já tinha ato infracional análogo à associação para o tráfico, foi autuado por atos infracionais análogos aos crimes de associação para o tráfico, tráfico de drogas, organização criminosa e posse ilegal de arma.

Samara, sua companheira, também estava sendo investigada por compor associação ao tráfico de drogas, além de integrar uma organização criminosa em Iguatu. Na operação, também houve a captura de Nilza, que dava suporte ao adolescente suspeito também de cometer homicídios na cidade.

Samara e Nilza não tinham antecedentes e foram autuadas pelos crimes de associação para o tráfico, tráfico de drogas e organização criminosa. O adolescente e as mulheres foram conduzidos à Delegacia Regional de Iguatu e encontram-se à disposição da Justiça.


(SSPDS)



0 comentários:

Postar um comentário